quinta-feira, 17 de maio de 2007

Animadores Culturais licenciados reconhecidos pela CNIS

Hoje recebi um mail do CNES - Conselho Nacional de Educadores Sociais informando que os Animadores Culturais e outros técnicos da área social com grau académico equivalente a licenciatura, a exercerem a profissão em Instituições Particulares de Solidariedade Social ascenderão à categoria de Técnicos Superiores inseridos no Escalão A nos Níveis 1, 2, 3 e4.

Este acordo laboral foi alcançado em reunião entre a CNIS - Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade e o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Solidariedade e Segurança Social, no passado dia 10 do corrente mês.

5 comentários:

Anónimo disse...

Olá!
Parecem ser boas notícias mas com um senão: a CNIS nunca quis ouvir a APDASC neste processo, apesar de termos tentado inúmeras vezes reunir com essa entidade para discutir o assunto. Temo que as coisas não sejam bem assim como afirmam.
Um abraço. Carlos Costa

Albino Viveiros disse...

Estamos conscientes de que as notícias que saem a público, por vezes carecem de rectificação por parte da entidade governamental que tutela as IPSS, falamos claro, do Ministério do Trabalho e Solidariedade Social.

Presumo que a medida anunciada pelo Conselho Nacional de Educadores Sociais será publicada em Diário da República para os devidos efeitos legais.

Penso que nos resta aguardar por novos desenvolvimentos. Caso não haja é exigível que a APDASC tome uma posição face à notícia vinculada e que afecta de forma directa os Animadores com ligações laborais às IPSS.

Abraço. Albino Viveiros

Anónimo disse...

Todos os anaimadores esperam que a medida anunciada pelo Conselho Nacional de Educadores Sociais seja publicada em Diário da República para os devidos efeitos legais.
Já é hora da categoria profissional ser reconhecida monetáriamente.

Albino Viveiros disse...

Concordo com a sua opinião. Resta esperar que o resultado das negociações alcançadas sejam efectivamente publicadas, de forma a que uma vez mais, a justiça social surta efeitos nas relações laborais entre as entidades empregadoras, nomeadamente as IPSS's e os Animadores Socioculturais que infelizmente apesar das suas habilitações académicas de nível IV, continuam a serem renumerados como técnico-profissionais.


Albino Viveiros

Nuno disse...

Recebi do meu sindicato (STSSSS) essa informação... o que ainda não percebi é o que acontece aos ASC que não têm licenciatura... continuam no escalão IX sem qualquer hipótese de progressão na carreira? Um motorista tem progressão na carreira... um estagiário administrativo tem progressão na carreira... Enfim!! Qual será a situação dos ASC que trabalham em IPSS's há 10, 15, 20 anos... que servem de modelo e de orientadores de muitos ASC que entram agora na vida activa... ficam os "velhos" a ganhar 600€ por mês e os novos 900€? É apenas 50% de diferença...